quarta-feira, 10 de abril de 2013

A ALAVANCA


É um dos instrumentos do Companheiro, alusiva à Perseverança e Força Moral. Segundo Mme. A. Gedalge, "Simboliza a força irresistível da vontade, secunda pela inteligência e pela bondade... Mas a régua deve sempre acompanhar a alavanca, pois toda ação, não submissa ao dever, à equidade, seria prejudicial".

a Alavanca é formada essencialmente pela linha reta, assim como a Régua, sendo que a Régua esta ligada ao Espírito e a Alavanca à Matéria.

Ela está ligada ao Conhecimento, que só se torna "iniciático" quando aquele que o possui é, ele próprio, iniciável, isto é capaz de "compreender".

a Alavanca tranforma-se então na Força fecunda ... Essa força só deve exteriorizar quando controlada pela Régua, o Nível e a Perpendicular.

Na mesma obra encontramos um quadro sinótico das viagens e ali se verifica que a Alavanca somente é levada na terceira viagem da Elevação nos ritos Escocês e Francês. No rito dos Direitos Humanos (Maçonaria Mista ou Feminina) a alavanca não aparece em nenhuma viagem.

Em outro sinótico à Alavanca é atribuido o significado de Poder da Vontade.

Lembramos que existem três modalidades de alavanca, de acordo com a posiçao do Ponto de Apoio, considerando-se: a Força,  a Resistência e o Ponto de Apoio.

De forma figurativa, vamos representar a Força como sendo o Maçom, que possui o Poder da Vontade. O Ponto de Apoio como sendo a sua tese, o seu ponto de vista ou ainda o argumento que sustenta a sua posição em relação a determinado fato ou ato.
E a resist6encia seria então a vontade contrária, o obstáculo, a barreira, ou o adversário ou contrário.

Ir.´. Sidnei Rodrigues de Lima

ARLS Confrades da Galiléia 3164
Or.'. São Paulo/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário